Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Secções
Você está aqui: Entrada Notícias Primeiras eleições com voto eletrónico na Universidade do Minho tiveram cunho da Eurotux
Acções do Documento

Primeiras eleições com voto eletrónico na Universidade do Minho tiveram cunho da Eurotux

A Universidade do Minho foi pioneira na adoção de um sistema de votação eletrónica. A plataforma eVotUM teve a sua estreia nas eleições para o Conselho Geral da Academia, realizadas no passado dia 21 de março. A votação decorreu conforme o esperado e a eleição inaugural do eVotUM foi um sucesso.
Publicado em 2017-03-30

Pela primeira vez na história da Universidade do Minho (UM), alunos, funcionários e docentes tiveram a oportunidade de eleger os seus representantes através de um sistema de votação eletrónica. As mais recentes eleições para o Conselho Geral da Academia, decorridas a 21 de março, foram realizadas utilizando a plataforma eVotUM.

O eVotUM é um sistema de votação eletrónica via web, seguro e que protege o anonimato, dirigido a toda a comunidade da UM.  A Eurotux fez parte do consórcio responsável pela criação da plataforma, tendo integrado a equipa de desenvolvimento de software.

O projeto de desenvolvimento da plataforma teve dimensão e risco acima da média, envolvendo requisitos bastante exigentes. A implementação efetuada teve em consideração as regras associadas ao processo eleitoral da UM, assim como todos os mecanismos, de elevada complexidade técnica, necessários para garantir a segurança das urnas e dos votos e eliminar a possibilidade de fraude.

O eVotUM foi desenvolvido com base em tecnologias open source, nomeadamente Django, com as quais a Eurotux tem larga experiência e conhecimento. A equipa de desenvolvimento teve uma forte preocupação com a segurança e a disponibilidade, assegurando, entre outras características, o anonimato, a confidencialidade, a integridade, a auditabilidade e a transparência do sistema de voto eletrónico.

Adicionalmente, foram efetuadas integrações do sistema com serviços internos da UM, assim como com serviços externos, como a Autenticação.Gov, que permite a autenticação utilizando o Cartão do Cidadão.

Apesar da complexidade técnica, a plataforma foi criada com uma elevada preocupação em termos de usabilidade, proporcionando uma utilização simples e intuitiva.

Antes da eleição, o eVotUM foi alvo de uma extensa bateria de testes, abrangendo os mais variados cenários, de modo a garantir o pleno e correto funcionamento do mesmo.

Os eleitores puderam votar com segurança e confidencialidade a partir de qualquer computador ligado à internet. O processo de voto teve um passo de confirmação através de um código enviado para o email ou telemóvel. De seguida, o eleitor confirmou o voto e o mesmo foi depositado na urna.

A estreia do eVotUM foi bem-sucedida, tanto em termos operacionais, não se tendo registado quaisquer falhas que comprometessem o escrutínio, como em termos de adesão, que foi superior à das eleições anteriores.

Para saber mais sobre soluções de desenvolvimento, entre em contacto com a Eurotux.